Celebra o Amor em Equilíbrio

“O Amor floresce entre os parceiros quando ambos se equilibram mutuamente como dois pratos da balança em que se colocam alternadamente objectos diferentes com pesos iguais.”

Bert Hellinger - Simetria Oculta do Amor


Fevereiro é naturalmente o mês em que se celebra o Amor entre casal, não seria óptimo se este Amor fosse celebrado todos os dias? E por vezes tão difícil que é. Perguntamos-nos tantas vezes porque é tão difícil de estar em relação mantendo a nossa individualidade, como se houvesse uma crença natural que tenhamos que abandonar partes nossas para permanecer.


Se soubesses que sempre abdicas de partes tuas numa relação estás a contribuir para o desequilíbrio entre o fluxo de dar e receber na relação, continuarias a fazer?


Quero acreditar que não. Acredito que fazemos sempre o melhor que sabemos com a informação que temos no momento, com a informação que o sistema nos disponibiliza. No entanto se tivermos consciência de quem somos, do que podemos dar e do que pretendemos receber num relacionamento a dois só pode resultar em equilíbrio e equilíbrio na perspectiva sistémica significa Amor.

Se cada membro do casal estiver em equilíbrio consigo mesmo estará em equilibro com o outro e com o sistema de relacionamento.

A frase que encontramos em cima, de Bert Hellinger descreve lindamente o que a perspectiva sistémica pretende mostrar e contribuir para o equilíbrio de um relacionamento a dois. Como pratos da balança o relacionamento vai pendendo ora para um lado ora para o outro e é necessário que ambos se vão equilibrando, no momento em que um membro do casal está mais fortalecido é pedido pelo sistema que num outro determinado momento o outro membro se fortaleça também.

Como fazemos isto? Primeiramente sendo nós mesmos, não abdicando da nossa essência individual perante um relacionamento, pois só assim sabemos os nossos limites e sabemos como agir nos momentos em que somos nos os fortalecidos e nos momentos em que é o outro se sente fortalecido. Segundo é a importância de manter o equilíbrio entre o dar e receber. Como mantemos numa relação o equilíbrio entre o dar e receber?Mantemos este equilíbrio se derem um ao outro de forma igual, se ambos precisam um do outro e se satisfazem um ao outro na mesma medida, na medida em que cada um respeita e reconhece tudo o que há no outro, toda a forma de ser, de agir e acima de tudo de sentir. É importante que ambos recebem o que o outro dá em Amor.

Como o sistema se desequilibra? Se uma das partes der ou receber normalmente mais do que a outra,mas também se o que estiver a ser dado por amor não for recebido por Amor. O relacionamento a dois, como qualquer sistema, procura conectar-se com o amor, com o amor maior o amor da alma e reconhece quando os movimentos não são verdadeiros, não são autênticos e para o serem temos acima de tudo de nos conhecer.

Se não nos conhecermos a nós mesmos, não conseguimos estar presentes para o outro.

Outro factor que contribuiu para o desequilibro no sistema e que é frequentemente observado nos movimentos sistémicos é a dificuldade que por vezes o membro do casal tem um tomar a família do parceiro/a, quando se refere tomar é aceitar, aceitar que o nosso parceiro/a tem as suas raízes a suas origens. Que ali estão presentes também o seu pai e a sua mãe. Esta aceitação deve ocorrer na Alma, não sendo pedido o contacto, que por vezes não é possível. Mas deve ser feito um reconhecimento e esse reconhecimento promove o equilibro.

Deixo-te um exercício, uma frase que podes dizer olhando nos olhos do teu parceiro/a e que promove a aceitação na Alma, é uma frase simples:


Coloca-te frente a frente;Fechas os teu olhos e faz três inspirações e expirações profundas;Ao abrires os teus olhos, olhas para os olhos do teu parceiro/a e dizes: “EU VEJO-TE. EU VEJO-TE COMO TU ÉS. VEJO-TE COM TUDO O QUE TRAZES.”Após verbalizares as palavras, inspiras e expiras mais três vezes e lentamente abres os teus olhos, sentindo-te esta conexão e de certeza um Amor profundo.


Sê tu mesmo em Amor, sê tu mesmo para o outro e o outro irá retribuir em Amor. Porque afinal, como diz Bert Hellinger, é o Amor que faz os relacionamentos darem certo.

13 visualizações

© 2020, Ana Sofia Correia. Todos os direitos reservados.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco